COLUNA MG

07 de janeiro

Rede de Notícias Sindijori MG

Ribeirinhos bloqueiam linha

Um grupo de pessoas promoveu na quarta-feira uma manifestação e bloqueou um trecho da Estrada de Ferro Vitória a Minas. O motivo do protesto foi o corte de 50% no valor do Auxílio Financeiro Emergencial que é pago para as pessoas que foram afetadas pelo rompimento da barragem de Fundão. Após o fim da manifestação, a linha férrea foi liberada. De acordo com a presidente da Associação de Pescadores e Ilheiros de Pedra Corrida, Patrícia de Oliveira Vieira, o protesto teve a participação de manifestantes de Pedra Corrida, Rio Corrente, Periquito, Assentamento Liberdade e Baguari. (Diário do Rio Doce- Governador Valadares)

Prazo para novo cemitério

A população de Pará de Minas espera há muito tempo por um novo cemitério municipal. O Santo Antônio está mais que saturado, uma vez que o município até abriu covas nas ruas de acesso aos túmulos. Ao que tudo indica, um novo espaço para sepultamentos estará disponível em um prazo de nove meses. A previsão é dada pelo prefeito Elias Diniz, que afirmou que se não houver contratempos, a previsão é que nos próximos meses sejam executadas as obras para a construção do local. (JC Notícias- Pará de Minas)


 

Volume já passa da metade

Nos primeiros seis dias do ano, Juiz de Fora já teve 56% do total de chuva esperado para todo o mês de janeiro, de acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Conforme a média histórica, que leva em consideração o comportamento das precipitações nas últimas três décadas, é esperada a ocorrência de 322,1 milímetros de chuvas ao longo dos 31 dias deste mês. Entretanto, em 2021, já foram registrados 184,8 milímetros. Segundo a Cemig, 482 raios atingiram a cidade somente na tarde desta quarta. Entre 14h e 15h, as rajadas de vento chegaram a 53km/h. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)


 

Prefeito anuncia vacina

O prefeito interino de Mariana, Juliano Duarte, anunciou, através de uma transmissão ao vivo nas redes sociais, que irá assinar, ainda esta semana, o protocolo de intenção de compra de 60 mil doses da vacina contra a covid-19. De acordo com Juliano, com este convênio estabelecido o município só dependerá da autorização de compra do Governo Federal. “Assim que o Ministério da Saúde e a anvisa regulamentarem a distribuição a nossa população vai receber”, afirmou. O prefeito informou ainda que a Secretaria de Saúde vai estar totalmente preparada para a logística de vacinação da população. (Jornal O Liberal Itabirito)


 

Lotofácil sai para Ipatinga

Uma aposta na Lotofácil, feita em uma casa lotérica da rua Siquém, no bairro Cannãzinho, em Ipatinga, foi uma das três que tiveram 15 acertos no concurso 2124, sorteado na noite de terça-feira, 5. Os números sorteados foram 01, 03, 05, 06, 07 08, 09, 10, 11, 13, 16, 22, 23, 24 e 25. Três apostas acertaram as 15 dezenas, uma de Ipatinga e outras duas de Belo Horizonte, confirme divulgou a Caixa Econômica Federal. Outras 210 apostas acertaram 14 dezenas e cada apostador vai levar R$1.997,78, outras 9.802 apostas acertaram 13 dezenas e vão levar R$25. (Diário do Aço- Ipatinga)


 

PMU responde a 108 ações

Prefeitura de Uberaba fechou o ano com um total de 108 ações judiciais, decorrentes de demandas de medicamentos, insumos e dietas. O número considera ações ativas e baixadas, incluindo os cumprimentos de sentenças. De acordo com levantamento obtido pela reportagem junto à gestão anterior da Secretaria Municipal de Saúde, o número de ações judiciais foi reduzido após um pico verificado em 2018, ao analisar os últimos quatro anos. Em 2017 foram 91 ações e, em 2018, saltou para 140. Os números começaram a cair em 2019, quando foram 124, fechando em 108 ações em 2020, com números contabilizados até o dia 4 de dezembro. (Jornal da Manhã- Uberaba)


 

Investimento aumentou 82%

A Administração Municipal de Arcos investiu mais de R$350 mil (R$ 356.288,64) em agricultura familiar para a alimentação escolar em 2020, um aumento de 82,95%, considerando que em 2019 o valor do investimento foi R$ 194.743,72. No início da pandemia, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) autorizou os municípios a realizarem a distribuição de kits de alimentos adquiridos com a verba do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) às famílias dos alunos. (Correio Centro-Oeste- Arcos)

© 2021 Sindijori - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now