COLUNA MG

10 de Outubro

Rede de Notícias Sindijori MG
  1. Comissão quer eletrificação rural 
    A Comissão Extraordinária das Energias Renováveis e dos Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa realizou reunião na qual solicitou à Cemig que realize extensão da rede elétrica para diversas comunidades rurais no Norte de Minas, especialmente em Montes Claros. Também à concessionária de energia, a comissão solicitou que melhore a sistemática de atendimento aos pedidos de geração distribuída (energia fotovoltaica). E pediu que a empresa atualize o Atlas eólico de Minas Gerais.  (Jornal de Notícias – Montes Claros)
     

  2. Preso, vereador é candidato
    O vereador Reginaldo Teixeira registrou sua candidatura para reeleição ao cargo. Ele está preso desde o fim de junho sob acusação de tentativas de homicídio, participação em homicídios e peculato. Reginaldo está em seu segundo mandato no Legislativo de Mateus Leme, ele foi o parlamentar mais votado em 2016 com 721 votos. Na primeira vez em que foi eleito, o vereador exerceu ainda o cargo de presidente da Câmara. De acordo com o chefe do cartório eleitoral de 172ª zona de Mateus Leme, nada impede que o vereador solicite o registro. (Jornal de Juatuba e Mateus Leme)
     

  3. Agências não repõem estoques
    O setor automobilístico foi bastante afetado pela paralisação imposta pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). Como resultado, agências de veículos de Governador Valadares estão tendo dificuldade para repor os estoques. Comerciantes da cidade revelam que algumas fábricas paralisaram a produção e/ou diminuíram a jornada de trabalho, com a consequente diminuição na fabricação de veículos zero km, ocasionando a falta do mesmo no mercado, com previsões de entrega de até dias ou mais. (Diário do Rio Doce – Governador Valadares)
     

  4. Uberaba amplia segurança
    O maior programa tecnológico de segurança pública da história de Uberaba foi inaugurado neste final de semana. O “Programa Cidade Vigiada” conta com  120 câmeras instaladas capazes de fazer leitura de placas e identificar veículos produto de furto e/ou roubo cadastrados no banco de dados da Polícia Militar. Os equipamentos serão monitorados pela Central de Monitoramento e Controle. E, dessa forma, contribuir para a redução da criminalidade na cidade. (Jornal de Uberaba)
     

  5. Vale terá cidade inteligente
        Santana do Paraíso está cada vez mais perto de se tornar uma “cidade inteligente”. Desde o mês de março, o Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades - IPGC Brasil realiza estudos para viabilizar projeto que prevê a eficiência da iluminação pública, infraestrutura de telecomunicações e implantação de Usina Solar Fotovoltaica para o município. Além da iluminação, consta no projeto a implantação de fibra ótica em todo o município para atender prédios públicos com internet rápida, de qualidade, e com menor custo para a administração municipal. (Diário do Aço – Ipatinga)
     

  6. Comércio abre no feriado
    O Sindicato do Comércio de Poços de Caldas (Sindicomércio) está informando que o comércio, tanto para o segmento de gêneros alimentícios quanto para o em geral, está autorizado a convocar os empregados para trabalhar no feriado de Nossa Senhora Aparecida, 12. A diretora do Sindcomércio Fabíola Arida Uescar orienta que os empresários busquem informações na entidade sobre o trabalho nos feriados. As únicas datas em que o comércio fica fechado é 25 de dezembro e 1 de janeiro. (Jornal Mantiqueira – Poços de Caldas)
     

  7. Justiça reabre São Tomé 
    A Justiça determinou a reabertura de São Tomé das Letras para turistas na semana que passou. A decisão foi da juíza Fernanda Machado de Moura Leite, da 2ª Vara Cível da Comarca de Três Corações. A cidade é única do Sul de Minas sem casos de COVID-19 e seguia fechada para o turismo desde o início da pandemia. Moradores protestaram contra a decisão. (Gazeta de Varginha)
     

  8. Uberlândia regulamenta ambulante
    A Prefeitura de Uberlândia instituiu o programa “Tô Legal”, que estabelece diretrizes para a regularização do comércio e da prestação de serviços de ambulantes em áreas, vias e logradouros da cidade. Entre as novas diretrizes, o ambulante não poderá utilizar áreas verdes, canteiros, rotatórias ou congêneres, ou sequer comercializar ou prestar serviços em um raio inferior de 100 metros de estabelecimentos educacionais, creches, unidades de saúde, abrigos, albergues ou agências bancárias. (Diário de Uberlândia)
     

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now