COLUNA MG

16 de novembro

Rede de Notícias Sindijori MG
  1. Nível do Lago diminui quase 40% 
        O nível do Lago de Furnas diminuiu quase 40% nos últimos seis meses. Diante da baixa, a Agência Nacional de Águas (ANA) e a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável monitoram a situação. No mês de junho, o nível era maior de 65%. Em julho, caiu para 60%. No mês de agosto, o nível chegou a 54%. Em outubro, estava em 34%. De outubro até a metade de novembro, o volume já caiu mais de 10% – o nível está em 23,97%. (Gazeta de Varginha) 
     

  2. Ausência  nas urnas chegou a 26,64%
        Em uma eleição atípica, em meio a uma pandemia, Uberaba registrou 26,64% de abstenção no primeiro turno das eleições municipais. De um total de 225.412 eleitores, 165.362 foram às urnas neste domingo, 15, o que representa 73,36% do eleitorado do município. O índice é superior à eleição passada, de 2018, quando a abstenção foi de 16,90%. Porém, é pouco maior que as ausências registradas nas eleições municipais de 2016, quando 48.481 eleitores não compareceram as urnas, o que representou 21.56% de abstenção do eleitorado. (Jornal da Manhã- Uberaba)
     

  3. Pico do Gavião recebe Paulista de Parapente
        O Pico do Gavião, em Andradas, vai receber nesse mês de novembro o Campeonato Paulista de Parapente. Os melhores pilotos do país vão buscar o título em etapa única da temporada 2020. O Paulista de Parapente acontece entre os dias 20 e 22 de novembro, aproveitando o feriado prolongado. Esta vai ser a única etapa da temporada, afetada por conta da pandemia de coronavírus. Vão ser disputadas as categorias Open, Serial, Sport, Feminino e Acesso. (Portal Cidade- Andradas) 
     

  4. LP terá 100% de renovação na câmara
        A Câmara Municipal de Lagoa da Prata vai passar por grandes mudanças a partir de 2021. É que alguns vereadores que ocupavam o cargo há anos não foram reeleitos pelo povo e outros, concorreram as eleições majoritárias concorrendo para cargos de prefeito e vice. A curiosidade para saber os nomes dos novos membros do Legislativo era grande, mas os eleitores tiveram que aguardar um pouco mais, pois o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) teve problemas. (Cidade MG- Lagoa da Prata) 
     

  5. Maior primata nasce em Ibitipoca
        Se você vive na Zona da Mata mineira, são grandes as chances de o local onde você abre o seu jornal ou encara a tela do seu computador ou celular ter sido, em um passado distante, o lar de um grupo do maior primata das Américas, o muriqui-do-norte. Este macaco, que pode chegar a um metro de altura e pesar entre 12 e 15 quilos, é um habitante nativo da faixa de Mata Atlântica que compõe os estados de Minas Gerais, Espírito Santo e parte da Bahia. O bioma concentra uma das maiores biodiversidades do mundo e sofre com um processo de degradação – estima-se que somente 12,4% de Mata Atlântica ainda reste no país. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora) 
     

  6. Festival Cultura chega a Barbacena
        Na próxima quarta-feira, 18, o festival Cultura & Cidadania Circula - uma realização da Vitral Bureau Cultural, acontece pela primeira vez de maneira remota. O evento traz espetáculos gratuitos para crianças e jovens, além de oficinas para toda a família, sendo realizado pela primeira vez em Barbacena. Com atividades previstas até abril de 2021, o evento oferece oito espetáculos de grupos teatrais mineiros. Além disso, vão ser disponibilizadas 14 oficinas agrupadas em três eixos que contemplam diferentes gostos e idades: tecnologia, faça você mesmo e arte-educação. (Folha de Barbacena) 
     

  7. “Direitos Humanos na periferia” será discutido
        A situação dos direitos humanos na periferia, com as mulheres, idosos e crianças são alguma das situações a serem debatidas no webinário “Segurança Pública e Direitos Humanos”, que tem início nesta terça-feira, 17, e prossegue até o dia 19 de novembro. Com a participação de especialistas de diversas instituições, o evento em formato virtual é voltado para acadêmicos, profissionais e ativistas de instituições de defesa dos direitos humanos. A iniciativa é dos acadêmicos do sexto período do curso de Serviço Social da Universidade Estadual de Montes Claros, sob a coordenação da professora Leni Maria Pereira Silva, com o apoio de parceiros. (Gazeta Norte Mineira- Montes Claros)
     

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now