COLUNA MG

23 de novembro

Rede de Notícias Sindijori MG
  1. MP requer impedimento de eleitos
        O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), através  da Promotoria Eleitoral de Araguari, propôs Ação de Investigação Judicial Eleitoral em que requer a cassação de diploma e inelegibilidade por oito anos, contados a partir da eleição de 2020, dos candidatos a prefeito e vice-prefeita do município de Araguari, eleitos no último dia 15 de novembro. De acordo com a nota do MPMG, os investigados “violaram o princípio democrático e da isonomia no processo eleitoral”.. (Gazeta do Triângulo- Araguari) 
     

  2. Detran retoma vistoria em Araxá
        O sistema eletrônico de marcação de vistoria de veículos foi aberto ontem para novos agendamentos, sem restrições. O atendimento será retomado a partir de dezembro, segundo a Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Araxá. De acordo com o delegado de Trânsito, Renato de Alcino Vieira, a Ciretran de Araxá foi uma das poucas unidades do Detran do Estado de Minas que não suspendeu os serviços completamente durante esse período de pandemia. Ainda existem restrições por causa desse momento de saúde pública. (Diário de Araxá) 
     

  3. Procon intensifica fiscalização
    O Procon Uberaba, em parceria com a Vigilância Sanitária e o Ministério Público de Minas Gerais, intensificará as ações de fiscalização em bares e restaurantes devido o aumento de denúncias recebidas pelo órgão sobre estabelecimentos que estão comercializando produtos com a data de validade expirada. As fiscalizações serão feitas durante a semana no período noturno. (Jornal da Manhã – Uberaba)
     

  4. 113 mil eleitores não vão às urnas
        Em meio à pandemia, Juiz de Fora teve abstenção recorde no primeiro turno das eleições municipais, realizado no último domingo, 15, na comparação com as primeiras etapas dos três últimos pleitos para prefeito, ocorridos nos anos de 2016, 2012 e 2008. Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 113.983 eleitores aptos não compareceram às urnas. Ou seja, 27,77% do universo de 410.339 votantes optaram por não comparecer às seções. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora) 
     

  5. Parque vai integrar trecho da Transespinhaço
        O Parque Estadual do Itacolomi fará parte dos roteiros para fãs de longas caminhadas e do ciclismo de montanha. Voluntários e servidores do parque deram início na última terça-feira, 17, a uma expedição que vai percorrer uma área total de 17 km dentro do parque, desde as proximidades do Pico do Itacolomi até Mariana. Essa fase da expedição tem como propósito conectar as trilhas do Parque a outras 19 unidades de conservação administradas pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF) a propriedades privadas que vão fazer parte de uma super trilha: a Trans Espinhaço. De acordo com a gerente do parque, Maria Lúcia Coimbra Cristo, a Trans Espinhaço é uma trilha de longo percurso, de cerca de 1,5 mil quilômetros, que vai envolver 41 cidades mineiras. (Portal da Cidade- Mariana)
     

  6. Carmo do Cajuru recebe projeto
    O município de Carmo do Cajuru, no Centro-Oeste do estado, vai participar de um projeto-piloto que propõe levar mais segurança no campo, prevenindo e coibindo ocorrências criminais. A iniciativa vai envolver uma parceria entre a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG), vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG). (Jornal Agora – Divinópolis)
     

  7. Leilão tem lotes em Varginha 
        No dia 09 de dezembro de 2020, a Alfândega da Receita Federal do Brasil em Belo Horizonte (ALF/BHE) realizará um leilão eletrônico de mercadorias apreendidas, para pessoas físicas e jurídicas. Os lotes 15 a 19 estão disponíveis para visitação no Depósito de Mercadorias Apreendidas em Poços de Caldas e o lote 20, no Porto Seco em Varginha. Os lotes 15 a 19 contém motocicletas, carros e trator, o valor total dos lotes está estimado em R$55 mil. O lote 20 é de componentes eletrônicos avaliados em R$70 mil reais. (Gazeta de Varginha) 
     

  8. 60 denúncias da cidade de Arcos
        Em 2020, moradores de Arcos fizeram 63 denúncias ao Disque Denúncia 181, canal de comunicação direta da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), para que os cidadãos possam encaminhar denúncias anônimas de crimes e sinistros por meio de uma ligação telefônica gratuita para o número 181. De acordo com a assessoria da Sejusp, de janeiro a outubro deste ano foram realizadas 63 denúncias ao DDU. (Correio Centro-Oeste- Arcos)

© 2021 Sindijori - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now