COLUNA MG

02 de Abril

Rede de Notícias Sindijori MG

Comitiva chinesa negocia em Uberaba

Uma comitiva chinesa esteve em Uberaba para conhecer os potenciais de produção agropecuária do município. Durante os últimos três dias, um grupo de representantes do governo chinês discutiu com a equipe da Prefeitura sobre as possibilidades para importação de grãos, derivados da cana-de-açúcar e proteína animal. Na visita a Uberaba, os representantes do governo da China conheceram usinas, cooperativas, o Parque Tecnológico, o terminal da VLi, o porto seco e as áreas onde serão destinadas à implantação da Zona de Processamento e Exportação (ZPE) e do Aeroporto Internacional de Cargas e Passageiros. (Jornal da Manhã – Uberaba)


 

Alunos manifestam contra atrasos

Em apoio aos professores e funcionários do Instituto Metodista Granbery, que sofrem com atrasos no pagamento desde dezembro do ano passado, alunos da instituição e seus familiares promoveram manifestações pela manhã e à noite segunda-feira, 1, em frente à instituição. Pela manhã, os estudantes do curso de Direito se reuniram na porta do centro educacional, na Rua Sampaio, e fecharam a via, carregando cartazes e proferindo palavras de ordem. Em nota, o Granbery informou que os pagamentos dos salários dos docentes do colégio estão em dia, mas confirmou atrasos dos demais funcionários e dos professores da faculdade. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)


 

Bancos são orientados a cumprir a lei de espera

O Ministério Público de Minas Gerais, por meio da 15ª Promotoria de Justiça de Governador Valadares, encaminhou recomendação aos bancos do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, Itaú, Santander e Mercantil do Brasil para que o tempo de espera nas agências do município não ultrapasse o limite máximo de 15 minutos. Conforme a Recomendação, expedida pela promotora de Justiça Marília Carvalho Bernardes, o tempo de espera deve ser contado a partir do instante em que o cliente tiver entrado na fila de atendimento. O banco que vier a descumprir a legislação fica sujeito a advertência escrita, e, em caso de reincidência, a multa de R$ 5.320,00. (Diário do Rio Doce- Governador Valadares)


 

Escolas municipais recebem cooperativismo

A Secretaria de Educação de Santo Antônio do Monte participa na última quinta, 28, da capacitação Sistema Ocemg Sescoop/MG – Programa Educação Cooperativa (PEC) parceria Sicoob Credimonte para a implantação de um programa sobre cooperativismo em escolas municipais. A pasta foi representada no evento pela Secretária Márcia Bernardes e pela especialista em Educação, Marilene Franco. Além delas, participaram Cristiane Santos e João Henrique Couto – representantes do Sicoob Credimonte. Desenvolvido pelo Sistema Ocemg, o PEC está alicerçado em três pilares : “Educar para Cooperar, Cooperar para Crescer, e Crescer para Ser e Ter”. (Jornal Cidade MG- Lagoa da Prata)


 

Associação das Mulheres criada em Formiga

Com o intuito de cobrar mais políticas públicas voltadas para as mulheres, foi criada na sexta-feira, 29, a Associação das Mulheres de Formiga. Na ocasião foram escolhidas as representantes da associação , que vai ter como presidente Fabiana, vice Osânia Silva e tesoureira Hortência Nunes. “Nosso intuito é trabalhar no combate à violência contra mulher, cobrar mais segurança e melhor atendimento na área da saúde”, informou Fabiana. (Jornal Nova Imprensa- Formiga)


 

Ações para não faltar água são reivindicadas

Lideranças da cidade de Barão de Cocais se reuniram nesta segunda-feira, 1, com Rômulo Perilli, diretor de Operação Metropolitana da Copasa para conversarem sobre um plano para abastecimento de água na cidade, caso haja o rompimento da barragem da mina de Gongo Soco, da Vale, em Barão de Cocais. Um possível rompimento afetaria o rio São João, de onde é captada 100% da água que abastece o município. “A iminência do rompimento da barragem chamou nossa atenção para um outro grave problema, o desabastecimento total de água em Barão de Cocais. (Jornal A Notícia- João Monlevade)


 

É suspensa emissão de RG em Leopoldina

O serviço de emissão da Carteira de Identidade, o RG, está suspenso desde a sexta-feira, 29, no Posto de Identificação Civil Roque Schettino, anexo ao prédio da Câmara Municipal de Leopoldina, na Avenida Getúlio Vargas. O motivo é a falta da cédulas. Em comunicado, a Câmara Municipal informou que não vai haver emissão do documento por tempo indeterminado. Segundo Fernando Montes, responsável pelo serviço, houve uma redução das cotas de cada município para recebimento das cédulas. (O Vigilante Online- Leopoldina)

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now