COLUNA MG

06 de Abril

Rede de Notícias Sindijori MG

Cemig faz melhorias em Teófilo Otoni

A Companhia Ener­gética de Minas Gerais – Cemig informa que, neste domingo, 7, vai rea­lizar serviços de melhoria na rede elétrica do centro de Teófilo Otoni, com a instalação de um novo transformador e substitui­ção de rede de baixa tensão convencional por isolada. Esse serviço vai tornar a rede mais segura, garan­tindo uma maior confiabi­lidade do fornecimento de energia para a população e o comércio local, além de permitir a inclusão de novas cargas no circuito. A troca dos cabos também proporciona uma melhor interação com as árvores. (Diário Tribuna – Teófilo Otoni)

 

Funcionalismo rejeita 8,8% de reajuste

Em assembleia, funcionalismo rejeitou o reajuste salarial de 8,8% proposto pela Prefeitura de Uberaba e decidiu criar comissão para continuar a negociação com o Executivo. Na reunião, os servidores deliberaram por uma contraproposta com índice de 10% e aumento do tíquete-alimentação para R$650. De acordo com o presidente do SSPMU (Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Uberaba), Luís Carlos dos Santos, o grupo acompanhará a sessão da Câmara Municipal na próxima semana e se posicionará contra o projeto que prevê o reajuste de 8,8%. (Jornal da Manhã – Uberaba)

 

Diabéticos recebem insulina ultrarrápida

Os diabéticos do Norte de Minas usuários do Sistema Único de Saúde já estão recebendo da Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais a insulina análoga de ação ultrarrápida. Também conhecida como Insulina Asparte, o medicamento consiste em um sistema de aplicação pré-preenchida, com formato de caneta. Isso proporciona aos pacientes portadores de Diabetes Mellitus Tipo 1 – (DM1) uma maior segurança durante as administrações de insulina, pois a caneta possui uma maior precisão da dose do que o sistema que usa ampola e seringa, diminuindo a chance de erro. (Gazeta Norte Mineira – Montes Claros)

 

Sete Lagoas tem anistia para contribuintes

A partir da próxima segunda-feira, 8, entra em vigor o Programa Municipal de Incentivo à Recuperação de Créditos Tributários, conhecido como anistia fiscal. Será uma oportunidade para contribuintes coloquem seus tributos municipais em dia com isenção total ou parcial de juros e multas. A medida também vale para o SAAE, sobre juros em contas em atraso, inscritos ou não na dívida ativa e em fase de execução fiscal. Vale lembrar que multas aplicadas em decorrência de infrações – como o by-pass (o famoso gato) – não entram na anistia. (Boca do Povo – Sete Lagoas)

 

Parque Ibitipoca tem nova gerente

Em meio ao Termo de Acordo firmado com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Instituto Estadual de Florestas (IEF) designou, no último sábado, 30, por meio do Diário Oficial do Executivo de Minas Gerais, a engenheira florestal Clarice Nascimento Lantelme Silva para gerir, a partir da última segunda-feira, 1, o Parque Estadual do Ibitipoca. O biólogo João Carlos Lima de Oliveira, portanto, gerente desde maio de 2004, deixa de responder pela unidade de conservação. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)

 

Remédio em casa é anunciado

Uma das promessas do plano de governo da prefeita Simone Carvalho (PSDB), a entrega de remédios em casa, a todos os monlevadenses cadastrados na Secretaria de Saúde, está prestes a sair do papel. Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura, o projeto vai ser lançado no mês de maio. A promessa da prefeita agradou usuários na campanha eleitoral. Atualmente, os medicamentos são distribuídos na farmácia da Secretaria de Saúde. De acordo com a Assessoria, os 37 agentes de saúde a serem contratados pela administração após processo seletivo, vão atuar para a efetivação do projeto, juntos a outros servidores. (A Notícia- João Monlevade)

 

 

Interrompida atividades de barragem

O Ministério Público de Minas Gerais entrou com uma ação que determina à Vale a paralisação do lançamento de rejeitos na barragem Campo Grande, parte da Mina da Alegria em Mariana. A ação judicial prevê que a empresa não realize nenhuma atividade na barragem, não construa, opere, alteie ou utilize a estrutura, enquanto não demonstrada a estabilidade e a segurança da estrutura. Apesar da barragem Campo Grande já estar inoperante, a Inspeção de Segurança Regular da barragem (RISR), vencida em março, não atestou a condição de estabilidade das estruturas. (A Cidade- Mariana)

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now