COLUNA MG

09 de Maio

Rede de Notícias Sindijori MG

Museus são fechados por falta de recursos

O Museu do Oratório, em Ouro Preto e o Museu de Sant’Ana, em Tiradentes, ambos localizados na Região Central de Minas Gerais, vão permanecer fechados entre os dias 06 de maio e 05 de junho. O motivo da paralisação é a falta de patrocínio e recursos para manutenção dos museus. A informação foi divulgada pelo Instituto Cultural Flávio Gutierrez (ICFG), mantenedora dos museus, na última sexta-feira, 3, por meio de nota. Os locais foram concebidos e são geridos com recursos de leis de incentivo à cultura. A possibilidade de fechamento foi anunciada em janeiro deste ano, quando se declarou insuficiência de patrocínio para a manutenção dos espaços. (Voz Ativa- Ouro Preto)

 

 

Vereadores visitam barragens

Uma comitiva de Vereadores esteve presente nas dependências da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) em Araxá. O objetivo da visita, a convite da empresa, foi o de verificar em que condições se encontram as barragens da companhia. Técnicos responsáveis pelo departamento prestaram esclarecimentos e apresentaram o centro de monitoramento das barragens aos parlamentares presentes. O Presidente da Câmara, vereador Roberto do Sindicato, agradeceu a recepção da CBMM e a transparência demonstrada durante a visita dos parlamentares. “Araxá tem uma empresa que faz muito pela cidade, que gera muitos empregos e além disso tem responsabilidade social e zelo com a comunidade”, afirmou. A companhia fundada em 1955 é líder mundial na produção e fornecimento de nióbio. (Diário de Araxá)

 

Reajuste de 4,59% é confirmado

O prefeito de Divinópolis, Galileu Machado, autorizou a concessão de 4,59% de reajuste ao salário dos servidores. Em ofício enviado à secretária municipal da Fazenda, Suzana Xavier, Galileu concede o reajuste, de acordo com a Lei local de nº 6.749 de 2008, em duas vezes. Conforme o documento enviado, vão ser concedidos 2% na folha de pagamento de julho deste ano; e os 2,59% restantes, na folha de janeiro. O prefeito explica que a segunda parte do reajuste coincide com o compromisso do governo de Minas Gerais de iniciar os pagamentos atrasados. “Sabidamente, o mês no qual o governador do Estado, por meio de acordo celebrado com os municípios e homologado pelo Tribunal de Justiça, se comprometeu a iniciar o pagamento dos valores que o Estado de Minas confiscou aos municípios”, destacou o prefeito. (Gazeta do Oeste- Divinópolis)

 

Lei proíbe contratar condenados

Pessoas condenadas nas normas previstas na Lei Federal 11.340/16, a Lei Maria da Penha, podem não ser mais contratadas no âmbito da administração direta e indireta, para todos os cargos em livre nomeação e exoneração, no município de Formiga. Para isso, o prefeito Eugênio Vilela ainda tem de sancionar o Projeto de Lei aprovado pela Câmara Municipal. A proposta prevê a proibição para aqueles que já tenham sido condenados em decisão transitada em julgado, com a vedação perdurando até o comprovado cumprimento da pena. Os autores do projeto, os vereadores Joice Alvarenga e Flávio Martins, destacam que a violência contra as mulheres vem aumentando nos últimos anos. (Jornal Nova Imprensa- Formiga)

 

Leopoldina tem mais de 50 casos prováveis

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou nesta terça-feira, 7, o Boletim Epidemiológico com novos dados referentes aos casos de dengue, zika e chikungunya no estado. Conforme o relatório, até agora foram registrados 209.276 casos prováveis de dengue no Estado. São 82 óbitos em investigação para dengue. Vale ressaltar que os óbitos em questão foram notificados ao longo de 2019 e não são, necessariamente, óbitos recentes. Em relação à Febre Chikungunya, Minas Gerais registrou 1.587 casos prováveis da doença em 2019. Até o momento, não houve registro de óbitos suspeitos da doença. Já em relação à Zika, foram registrados 650 casos prováveis da doença em 2019 até a data de atualização do boletim. (Jornal O Vigilante Online- Leopoldina)

 

Centro Administrativo vai ser construído

Na tarde de segunda-feira, 6, autoridades municipais, servidores e convidados participaram da apresentação do projeto arquitetônico para a construção do Centro Administrativo de Araguari. O evento promovido pela secretaria de Administração aconteceu no auditório da Superintendência de Água e Esgoto (SAE). A iniciativa da gestão municipal atende a um requerimento do vereador Warley Ferreira de Moraes (PMB) apresentado em meados de abril de 2018. A matéria foi reencaminhada à Câmara Municipal em fevereiro de 2019. Em sua solicitação, o edil propõe ao Executivo, a possibilidade de construir em Araguari um centro administrativo, visando reunir em um só local vários órgãos da administração pública. (Gazeta do Triângulo- Araguari)

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now