COLUNA MG

16 de Abril

Rede de Notícias Sindijori MG
  1. UFU cria teste rápido
        O Laboratório de Nanobiotecnologia do Instituto de Biotecnologia da Universidade Federal de Uberlândia está desenvolvendo dois protótipos de sensores para o diagnóstico do novo coronavírus em saliva. Segundo a coordenação da pesquisa, os resultados dos exames criados pelo IBTec ficam prontos em dois minutos. O principal diferencial dos testes propostos é que eles não precisam de reagentes, que são substâncias necessárias para se fazer os testes convencionais do coronavírus e que estão em falta devido à demanda mundial neste momento de pandemia. (Diário de Uberlândia) 
     

  2. Empresa amplia planta em Caeté
    O prefeito Lucas Coelho recebeu em seu gabinete a CEO e farmacêutica da Pharmanectar, Sheila Rago, acompanhada do engenheiro químico da empresa, Victor Caixeta, que apresentaram a proposta de ampliação da planta industrial da fábrica em Caeté. Trata-se de uma empresa de biodiversidade brasileira, especializada em produtos naturais das abelhas. Ela tem atuação em 32 países, na Ásia, Europa e nos EUA, e tem uma de suas sedes em Caeté, na MG 435, com dezenas de empregados moradores da cidade. Com esta ampliação a Pharma Néctar vai gerar entre 30 e 70 empregos diretos em Caeté, sem contar os indiretos. (Jornal Opinião – Caeté)
     

  3. HU cria área exclusiva
        O Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora passou a contar, nesta semana, com um espaço exclusivo para tratar pacientes com o novo coronavírus. Foram criadas uma área especial para atendimento aos pacientes e outra reservada para o descanso dos profissionais. Foi capacitada uma equipe que vai atuar especialmente nos atendimentos, também composta por técnicos de enfermagem, enfermeiros, fisioterapeutas e médicos. O novo espaço conta com oito leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e 16 de enfermaria, possibilitando o atendimento de até 24 pacientes de forma simultânea. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora) 
     

  4. Varginha tem “Educação em Saúde” 
    A secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Varginha iniciou uma nova ação no enfrentamento do Covid-19 na cidade. Trata-se do programa Educação em Saúde, que envolve profissionais da área. O processo consiste na abordagem da população visando a aplicação de um questionário direcionado e, ao final, a prestação de orientações quanto ao Novo Coronavírus, falando das formas de transmissão, sintomas e medidas preventivo – profiláticas. “Estes questionários serão entregues para os responsáveis pelas unidades para controle posterior e providências de monitoramento em caso de necessidade”, explicou Andréa. (Correio do Sul- Varginha)
     

  5. Menor número de homicídios 
        Três pessoas foram vítimas de homicídios consumados em Araguari nos primeiros três meses de 2020 – dois casos em fevereiro e um em março. Foi o menor índice dos últimos quatro anos no município, baseado no levantamento da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais. O quadro apurado demonstra uma redução desse tipo de crime pelo segundo ano consecutivo no referido período. Para se ter uma ideia, no primeiro trimestre de 2017 foram registrados seis homicídios consumados em Araguari (quatro nos primeiros 30 dias). De janeiro a março de 2018 foram nove mortes (cinco em janeiro). No ano passado, cinco assassinatos ocorridos no trimestre inicial. (Gazeta do Triângulo- Araguari) 
     

  6. PM recebe mais de R$ 1.6 milhão 
        O Ministério da Saúde acaba de destinar R$ 1.626.886,42 para o município de Pará de Minas. O recurso é destinado ao custeio de ações e serviços relacionados a Atenção Primária e Assistência Ambulatorial e Hospitalar e Convênio da covid-19.Parte da verba vai servir para pagar os médicos contratados para manejo dos pacientes com sintomas gripais, monitorados por call center, para a unidade sentinela que está sendo instalado no prédio do antigo Pronto Atendimento e do fortalecimento do trabalho das Unidades Básicas de Saúde de Pará de Minas, que faz parta da estratégia de combate ao coronavírus. (JC Notícias- Pará de Minas)
     

  7. Metade dos leitos ocupados 
        Divinópolis continua a observar o avanço do novo coronavírus. Dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) de quarta-feira, 15, apontam a cidade com 38 casos confirmados. Das 1.099 notificações, apenas 98 foram descartadas. Ou seja, 963 pacientes apresentam sintomas da doença, mas ainda não foram testados ou não receberam o resultado. Em coletiva na tarde de quarta, o secretário da Saúde, Amarildo Sousa, detectou a existência de 13 pacientes com quadro sintomático para a doença internados em enfermaria e outros 11 em Unidades de Tratamento Intensivo (UTI). Ele relatou ainda que a taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 65%. (Jornal Agora- Divinópolis) 
     

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now