COLUNA MG

25 de Novembro

Rede de Notícias Sindijori MG

Obras no Aeroporto devem começar

A alocação de mais investimentos na infraestrutura no Aeroporto Regional do Vale do Aço, em Santana do Paraíso, incluindo a construção de hangares, é demanda antiga dos empresários e de lideranças políticas da região. Diante da urgência deste tema para o fomento da economia regional, prefeitos do Vale do Aço participaram de audiência na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, com o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), Marco Aurélio Barcelos, para debater o assunto. No encontro, Marcos Aurélio Barcelos afirmou que as obras de infraestrutura na pista do aeroporto devem iniciar após o período de chuva. (Diário de Aço- Ipatinga)

 

5 mil têm transporte por aplicativo

Após três anos da chegada das plataformas de deslocamento por aplicativo em Juiz de Fora, a necessidade de repensar e planejar o setor de transporte de acordo com esta nova realidade tornou-se urgente. Com usuários cada vez mais conectados, outros serviços alegam queda significativa na demanda. A análise é de que o sistema de transporte deve ser reformulado como um todo, a partir de investimentos em qualidade e da compreensão das questões econômicas, sociais, culturais e de mobilidade urbana que englobam a atividade. O sistema de transporte é responsável por gerar cerca de 9.500 ocupações, considerando aplicativos, ônibus e táxis. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)

 

Campo fértil para banana no NM

O Norte de Minas tem se consolidado como um grande polo de cultivo de banana, responsável por mais da metade da produção da fruta no Estado. O maior volume vem da cidade de Jaíba, mais precisamente do projeto Gorutuba. Na região são produzidas 426 mil toneladas anualmente. Nas últimas duas décadas, o crescimento da área plantada foi superior à média estadual, passando de 9,25 mil hectares para cerca de 17 mil hectares. Estima-se que a cadeia produtiva da banana gere cerca de 12 mil empregos diretos e 35 mil indiretos na região, que concentra sete dos dez maiores municípios produtores. (Jornal O Norte- Montes Claros)

 

Circuito Turístico finalista em concurso

O Circuito Turístico das Pedras Preciosas, criado em junho de 2002, na cidade de Teófilo Otoni-MG, é finalista em mais uma categoria do Prêmio Nacional do Turismo 2019, do Ministério do Turismo. Desta vez, o Circuito está na final na categoria: “Fortalecimento da Gestão Integrada e Descentralizada do Turismo”, ao lado de outros dois finalistas importantes, que são a Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, no Paraná, e a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais. (Diário Tribuna – Teófilo Otoni)

 

Poços ganha mais uma Floresta de Bolso

Na última sexta-feira, 22, mais uma Floresta de Bolso começou a ser formada na Zona Sul da cidade, desta vez nas áreas do CAIC Professor Arino Ferreira Pinto e Centro Educacional Municipal Dr. João Batista Ferreira Monteiro. Beneficiando toda a comunidade do entorno das escolas. O projeto Floresta de Bolso faz parte da parceria entre a APS – Associação Poços Sustentável – e as organizações American Forests e a Alcoa Foundation, que, por meio de um programa denominado Global ReLeaf, visa plantar árvores em diversas localidades onde a Alcoa tem operação. São parceiros do projeto a Prefeitura de Poços de Caldas, através da Secretaria Municipal de Educação, Departamento Municipal de Eletricidade (DME) e Fundação Jardim Botânico. (Jornal da Cidade- Poços de Caldas)

 

Decreto restinge circulação de pesados

A Prefeitura de São Lourenço, através da Gerência de Trânsito e Transportes, informa que de acordo com o Decreto nº 7626/19, fica proibida a circulação de veículos com mais de 18 (dezoito) metros de comprimento ou pesando mais de 30 (trinta) toneladas, na Rua XV de Novembro, no trecho entre a Rua Batista Luzardo e Avenida Getúlio Vargas. O Decreto é válido por período indeterminado, com o intuito de garantir a integridade tanto dos imóveis existentes no local, quanto da própria população afetada, de acordo com o estudo geofísico realizado no local. Dessa forma, os veículos de grande porte, como cegonheira e similares estão proibidos de entrar no município. (O Popular Net- São Lourenço)

 

Ambientalistas trabalham para área de soltura

A Volta Grande foi durante décadas uma grande preocupação para pescadores, ambientalistas e pessoas que de certa forma acompanharam os crimes ambientais cometidos pela antiga Usina Luciânia contra o Rio São Francisco e todo o ecossistema da região. Porém, recentemente, por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), a área foi repassada para a Associação dos Pescadores Amadores do Alto São Francisco (Aapa) em forma de comodato. Ambientalistas e pescadores estão com um projeto de recuperação da região com o intuito de fazer do local um santuário de fauna e flora. (Jornal Cidade- Lagoa da Prata)

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now