COLUNA MG

28 de Dezembro

Rede de Notícias Sindijori MG
  1. Custo dos estudos pode subir em até 10% 
    De valor de mensalidade a custos de transporte e de material escolar, o início de 2020 para pais vai ser de aumentos que variam de 3% a 10% a depender do tipo de item procurado em Uberlândia. Todos os levantamentos foram feitos pelo próprio Diário junto a empresas, prestadores de serviço e, no caso das escolas privadas, em consulta junto ao sindicato patronal. Para janeiro está prevista a divulgação da tradicional pesquisa de mercado do Procon local, que também fiscaliza listas de materiais escolares e reajustes de mensalidades em busca de abusos. Maior e mais longo custo para pais e responsáveis pelos estudantes, a mensalidade escolar deve ter reajuste médio na ordem de 6% em 2020. (Diário de Uberlândia) 
     

  2. Instituto troca material escolar por mudas 
    O Instituto Ambiental “Aondê” faz campanha para arrecadar materiais escolares em troca de mudas de árvores. Ao todo são cinco kits pré-definidos que vão ser destinados a crianças carentes e Organizações Não Governamentais (ONGs) em Uberaba. A campanha “1 muda de árvore por 1 kit de material escolar” ocorre até o final de janeiro. Para doar, os interessados podem fazer contato por meio do telefone (34) 99205-7727 ou redes sociais da instituição. Ao todo foram pré-definidos cinco kits. Karina ainda ressaltou que a instituição também está recebendo materiais escolares usados, desde que estejam em bom estado de conservação. (Jornal de Uberaba) 
     

  3. Roteiro de presépios tem 11 cidades do norte
    Pelo menos 25 presépios de 11 cidades norte-mineiras participam do “Circuito de Presépios e Lapinhas”. O projeto, promovido pelo Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG) desde 2016, em parceria com os municípios, aponta exposições abertas à visitação pública até 6 de janeiro, Dia de Reis. Ao todo, são 300 presépios de 190 municípios mineiros. No Norte de Minas participam Águas Vermelhas, Espinosa, Manga, Montezuma, Porteirinha, São João das Missões, São João do Pacuí, Urucuia, Varzelândia e Taiobeiras. O destaque fica para São Francisco que tem por toda a cidade dez presépios. (Jornal O Norte- Montes Claros) 
     

  4. Varginha é nota 10 e vai receber do ICMS 
    O município de Varginha cumpriu requisitos da legislação, tirou a nota máxima, 10 nos índices definitivos de Investimento em Turismo dos Municípios (IIT) sendo o ano de referência 2018. Assim, vai receber o repasse referente ao Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) Turístico. Varginha integra o Circuito Turístico Vale Verde e Quedas D’Água. A pontuação máxima é prova de que o Município implementou todos os requisitos obrigatórios e também pontuou no meio ambiente e no patrimônio cultural. (Gazeta de Varginha) 
     

  5. Zona azul terá reajuste na segunda
    O decreto municipal 13.208 aprovou novas tarifas para os serviços de estacionamento rotativo (zona azul) nas ruas da cidade. O aumento se deu em consideração ao requerimento protocolado pela Explora Participações em Tecnologia e Sistema de Informação S/A e de acordo com os termos do contrato de concessão celebrado entre o município e a empresa. No último dia 12, em reunião, a Comissão Municipal de Transporte Público e Tarifas Correlatas aprovou o reajuste das tarifas. A cobrança dos novos preços passa a valer a partir de segunda-feira, 30 de dezembro. (Jornal da Mantiqueira- Poços de Caldas) 

    Projeto ajuda carentes em Valadares
    Criada em 2016, a Força do Bem GV é formada por pessoas que se reúnem sem qualquer interesse pessoal, político ou partidário, com o objetivo de levar atenção, ajuda e alegria a quem precisa. Os integrantes do projeto fazem visitas em hospitais, asilos, a moradores de rua e outras instituições, tendo como finalidade levar otimismo, conforto e esperança, a fim de resgatar a dignidade do ser humano, amando, respeitando e doando. De acordo com um dos idealizadores do projeto, Gabriel Teodoro, a ideia inicial era levar alimento aos moradores em situação de rua. O grupo tem um trabalho fixo todas as quintas-feiras voltado para moradores em situação de rua, mas também desenvolve várias ações, que acontecem de acordo com a demanda das pessoas necessitadas. (Diario do Rio Doce – Governador Valadares)
     

  6. Número de pessoas com HIV cresce 10%
    Dados da Secretaria de Saúde de Juiz de Fora apontam aumento de 10% no número de pessoas que iniciaram tratamento contra HIV no Serviço de Assistência Especializada em HIV/Aids (SAE) na cidade nos últimos dois anos. Conforme a pasta, em 2017, 293 usuários iniciaram tratamento (91 homens e 32 mulheres); no ano seguinte, o número aumentou para 311 pessoas (126 homens e 33 mulheres); até novembro deste ano, 324 pacientes (142 homens e 45 mulheres) já tinham procurado o serviço. O aumento segue tendência nacional. Segundo o Ministério da Saúde, de 2010 para cá, houve alta de 21% no número de pessoas que vivem com o vírus no Brasil. Ainda conforme o órgão, atualmente, cerca de 900 mil brasileiros têm HIV. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora) 

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now