COLUNA MG

01 de Abril

Rede de Notícias Sindijori MG

Justiça acionada para impedir pedágios

A bancada de deputados do Norte de Minas e a Associação dos Motoristas e Ambulantes do Brasil-Núcleo Norte de Minas acionarão a Justiça para suspender a cobrança de pedágios pela empresa Ecovias na BR-135, no trecho entre Montes Claros a BR 040/Belo Horizonte. A cobrança teve início no primeiro minuto de ontem, ao custo de R$7,20 em cada uma das quatro praças de pedágios, implicando no total de R$28,80, somente para trafegar na rodovia. Depois o motorista tem de pagar mais R$5,30, no pedágio da BR-040, o que dará o total de R$33,50 para quem sair de carro comum para viajar de Montes Claros até a capital mineira. (Gazeta Norte Mineira – Montes Claros)

 

SUS começa a realizar audiometria

Pela primeira vez, o Sistema Único de Saúde de Manhuaçu, através da Secretaria Municipal de Saúde, inicia a partir desta segunda-feira, 1, um novo serviço à população. Os exames de audiometria visam avaliar a capacidade do paciente em ouvir sons e detectar possíveis transtornos da perda auditiva. Assim, orientar o paciente sobre as medidas preventivas ou tratamentos mais adequados para cada caso. É um exame simples, indolor que exige a participação ativa do paciente e, que deve ser feito anualmente. (Jornal das Montanhas- Manhuaçu)

 

Conta de energia vira boleto bancário

A conta de luz mudou para melhor: ela acaba de virar boleto bancário para tornar o processo de pagamento ainda mais fácil, rápido e seguro para os clientes. A novidade, que amplia a rede de recebimento da fatura, começa a ser implementada nesta segunda-feira, 1, em 61 cidades da área de concessão da Energisa Minas Gerais. A primeira cidade a receber a novidade foi Astolfo Dutra em novembro do ano passado. A etapa de mudança encerra em julho deste ano quando os clientes de Cataguases, Leopoldina, Muriaé e Manhuaçu também passam a receber o boleto bancário. (O Vigilante Online- Leopoldina)

 

Presença de doulas em hospital é aprovada

A presença de doulas em maternidades vai ser garantida por lei em São Lourenço. Em breve, os hospitais públicos e privados do município serão obrigados a aceitarem a entrada das profissionais na sala de parto, além do acompanhante, caso a mãe deseje. O projeto 2923/2019, que traz a regulamentação, foi aprovado por unanimidade na tarde de segunda-feira, 25, durante a sétima sessão ordinária do ano. Dezenas de mulheres compareceram à reunião para acompanharem a votação. O texto é do vereador Ricardo Luiz Nogueira. (Correio do Papagaio- São Lourenço)

 

Comissão de Ética de Enfermagem é criada

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que possui Comissão de Ética Médica, agora passa a contar também com a Comissão de Ética de Enfermagem. Trata-se da primeira Comissão normatizada implantada na cidade o que reflete na melhoria da qualidade do serviço de enfermagem, assegurando mais ética e segurança para os pacientes. A posse da Comissão foi na última quinta-feira, 28, na sede da UPA e contou com a presença de representantes do Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais (Coren). A Secretária de Saúde, Diane Dutra, destaca que a Comissão é importantíssima para avaliar as condutas éticas, sugerir treinamentos e capacitações, além de valorizar a profissão, dando assistência a todos os membros da enfermagem. (Diário de Araxá)

 

UPAs têm mais médicos que o preconizado

“Uberaba trabalha com mais médicos nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPA) do que o Ministério da Saúde preconiza.” A garantia é do secretário municipal de Saúde, Iraci Neto. De acordo com ele, se fosse seguir as diretrizes do Ministério da Saúde (MS), Uberaba teria nove médicos responsáveis para cada UPA da cidade, sendo cinco no período diurno e quatro no período noturno. “A portaria preconiza nove médicos clínicos gerais diariamente na UPA, e nossa UPA é de porte oito; mas a gente vai além disso”, revela. Iraci afirmou que, atualmente, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) coloca à disposição da população 14 médicos, durante 24 horas do dia. (Jornal da Manhã- Uberaba)

 

Associação é lançada pelo Corpo de Bombeiros

O último sábado, 27, foi marcante para o Corpo de Bombeiros em Valadares. Neste dia foi lançada a Associação Salvar, do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. A associação é sem fins lucrativos e sua diretoria é composta por bombeiros militares, oficiais e praças, que não têm nenhum tipo de remuneração pela associação. A Salvar foi lançada oficialmente no dia 1º de dezembro, em Poços de Caldas, e tem como objetivo apoiar projetos sociais que repercutam na prevenção de acidentes domésticos, de trânsito, incêndios e afogamentos, bem como levar conhecimentos e ações de primeiros socorros e de melhoria da saúde. (Diário do Rio Doce – Governador Valadares)

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now