COLUNA MG

04 de Junho

Rede de Notícias Sindijori MG
  1. Caratinga abriu 421 empresas
    De acordo com “Mata de Empresas”, site lançado pelo Governo Federal, Caratinga tem 8.486 empresas ativas, sendo 8.195 matrizes e 291 filiais. Foram abertas, no primeiro trimestre do ano, 421 empresas e fechadas 159. As atividades de maior crescimento no município foram, obras de alvenaria, seguido por cabeleireiros, manicure e pedicure; promoção de vendas; e comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios.  O tempo médio para a abertura de um negócio no município foi de 2 dias e 11 horas. (Diário de Caratinga)
     

  2. Professor usa rede para física
    O professor de educação física Tiago Esteves utiliza as redes sociais para manter seus alunos e seguidores em movimento. O profissional de 32 anos, com oito de carreira, é professor do Nasf nos municípios de Bom Jardim de Minas e Olaria e encontrou nas plataformas digitais uma forma de manter seus alunos com a mente e corpo sãos. “Propus aos meus alunos que não deixem de praticar alguma atividade física em suas casas, salientando a importância de mantermos ativos mesmo diante ao isolamento social”, afirmou. (Jornal Panorama – Baependi)
     

  3. Uberaba recebe R$4,4 milhões
    Hospitais e entidades filantrópicas de Uberaba que participam de forma complementar do Sistema Único de Saúde recebem auxílio financeiro da ordem de R$4,4 milhões, do governo federal, com o objetivo de reforçar a atuação no combate à pandemia da Covid-19. Cinco instituições são beneficiadas: Hospital da Criança (R$ 592.015,86), Hospital Beneficência Portuguesa (R$ 279.559,18), Hospital Hélio Angotti (R$ 933.043,90), Hospital Mário Palmério (R$ 1.603.271,85) e Sanatório Espírita (R$ 1.066.817,25), num valor total de R$ 4.474.708,04. (Jornal de Uberaba) 
     

  4. Base de apoio é implantada 
    Desde o surgimento do novo Coronavírus no país, a prefeitura de Ouro Preto tomou várias medidas no intuito de reduzir os impactos da pandemia. Agora, a administração municipal vai colocar à disposição da comunidade ouro-pretana mais um importante instrumento no combate ao Coronavírus: uma base de apoio ao enfrentamento a Covid-19. Programada para ser inaugurada daqui a algumas semanas, a base vai funcionar em um galpão da antiga empresa Novelis situado em frente à nova Unidade de Pronto Atendimento (UPA). (Jornal O Liberal- Itabirito) 
     

  5. MOC cria Fundo Municipal 
    O município de Montes Claros encaminhou a proposta de criação do Fundo Municipal dos Direitos da Mulher, como forma de captar, repassar e aplicar recursos financeiros que vão dar suporte aos planos, projetos e programas destinados às políticas públicas para esse segmento da sociedade. As fontes de recursos são da União, do Estado ou do Município e ainda por doações, auxílio, contribuição, subvenções e transferências de entidades nacionais e internacionais, organização governamental ou ONGs. (Gazeta Norte Mineira- Montes Claros) 
     

  6. Internações por SRAG aumentam 
    Conforme dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, observa-se que em Divinópolis, houve um aumento considerável de hospitalizações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) em relação ao ano anterior. Essa mudança significativa, pode ser explicada tanto pelo aumento das internações devido à Covid-19, quanto ao aumento das notificações de casos nas redes hospitalares públicas e privadas. Fazendo um comparativo, no ano de 2019, registrou-se 12 hospitalizações por Sarg, enquanto em 2020, até o momento, já são 155 casos contabilizados. (Gazeta do Oeste- Divinópolis) 
     

  7. Autorizado retorno das cirurgias 
    O prefeito André Merlo assinou decreto que permite o retorno do agendamento e realização de procedimentos cirúrgicos eletivos em unidades hospitalares credenciadas ao Sistema Único de Saúde de Governador Valadares. No entanto, pacientes e profissionais de saúde precisam cumprir regras de segurança e assinar termos de consentimento. Para autorização dos procedimentos cirúrgicos pela Central de Regulação do Departamento de Controle, Avaliação e Auditoria vai ser necessária a assinatura do Termo de Consentimento pelo paciente e profissional de saúde assistente. (Diário do Rio Doce- Governador Valadares)
     

  8. Cidades podem deixar programa
    Cerca de 20 municípios que integram o Consórcio Consórcio Intermunicipal de Saúde de Ubá e Região (SimSaúde) pleiteiam ao Governo de Minas mudanças na forma de classificar estas cidade dentro das ondas do Programa Minas Consciente. Na última segunda-feira, 1º, os prefeitos destas localidades participaram de uma videoconferência com o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, para pedir a avaliação do Estado sobre a possibilidade de que a classificação das ondas seja feita com base nos números observados dentro da microrregião de Ubá. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)
     

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now