COLUNA MG

08 de Junho

Rede de Notícias Sindijori MG
  1. Uberlândia perdeu quase 5 mil vagas
    Além de causar danos relacionados à saúde, o novo coronavírus também gerou impactos para o setor econômico e alterou os níveis de empregabilidade de Uberlândia. É isso o que aponta um estudo publicado pelo Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico-Sociais da Universidade Federal de Uberlândia. Em apenas dois meses de pandemia, mais de 4,9 mil postos de trabalho foram encerrados na cidade. Para se ter uma noção da crise causada pela Covid-19, em 2019 foram geradas 4.067 novas vagas de trabalho no município. (Diário de Uberlândia)
     

  2. Nanuque reabre comércio
    O comércio de Nanuque voltou às atividades ontem, com início do atendimento a partir do meio-dia -com redução do horário nesse primeiro momento. Em comunicado, o CDL reforçou o pedido para que só vá às ruas quem realmente tenha necessidade. Após alguns indícios de pressão no final da semana, pode ter acendido uma luz de alerta, pois o fechamento das atividades comerciais na cidade, não tinha o apoio dos empresários. (Em Tempo – Nanuque)
     

  3. Polícia recebe Plantão Digital
    A Polícia Civil de Minas Gerais lançou a segunda fase do projeto “Plantão Digital”, que levou para o interior do estado a novidade lançada no mês de janeiro, em caráter experimental, na capital mineira. As primeiras cidades do interior a receberem o projeto foram Manhuaçu e Caratinga. A região de Manhuaçu é composta de 24 cidades. Já a região de Caratinga possui 20 cidades. São 44 cidades para as quais será empregado apenas um efetivo no plantão, otimizando nossos recursos humanos. (Diário de Manhuaçu)
     

  4. Poços pode ter verba para cultura 
    O Senado aprovou projeto de lei, batizado como Lei Aldir Blanc, com recursos de R$ 3 bilhões que vão ser utilizados em ações emergenciais de apoio ao segmento da cultura. O recurso vai ser repassado pelo governo federal no prazo de 15 dias, a contar da publicação da lei. À Poços de Caldas foram destinados R$ 1.195.303,58, levando em consideração 20% de acordo com os critérios de rateio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM – R$ 239.593,31) e 80% de acordo com a população (R$ 955.710,28). (Jornal Mantiqueira- Poços de Caldas) 
     

  5. Varginha tem 1ª Festa Junina online
    O grupo Vida Viva, de Varginha, inovou com a primeira Festa Junina online, pode até não dar para pular fogueira mas a alegria está garantida. A festança conta com boa música e comidas típicas que vão ser entregues em delivery. Para você ficar seguro em casa e bem enroladinho nos cobertores, o grupo Vida Viva vai estar funcionando em sistema delivery, a opção de buscar na instituição também é uma possibilidade. (Correio do Sul- Varginha) 
     

  6. Pesquisa analisa sequências
    Estudantes do grupo de pesquisa em "Nanobiotecnologia aplicada ao diagnóstico molecular de vírus" do Laboratório de Biologia e Tecnologia de Micro-organismos, do Departamento de Ciências Biológicas Universidade Federal de Ouro Preto, analisaram mais de duas mil sequências da proteína Spike do novo coronavírus. O objetivo das análises foi identificar as mutações na proteína em amostras isoladas de diferentes continentes e apontar as regiões dessa proteína que podem ser identificadas pelo sistema imunológico dos seres humanos, para a geração de uma resposta do nosso organismo contra o vírus. (Portal da Cidade- Mariana) 
     

  7. Cispar é selecionado 
    O Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Alto Paranaíba (Cispar) acaba de anunciar mais um avanço na implantação do Serviço de Inspeção Municipal. Em reunião virtual com técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o consórcio da Amapar, presidido pelo prefeito de Guimarânia, Adílio Alex dos Reis, foi reconhecido entre os dez consórcios municipais mais organizados do País e vai passar a receber incentivos para o projeto de certificação de produtos de origem animal. (Folha Patense)
     

  8. Projeto leva apoio saúde mental
    Há cerca de um mês e meio, um grupo voluntário formado por 70 estudantes e profissionais da área da saúde mental se uniu para oferecer acolhimento on-line gratuito. O projeto se dedica a ser uma porta de entrada, um acesso, para ajudar as pessoas a lidarem com condições difíceis. O site pode ser acessado por qualquer pessoa no mundo. Por meio dele, os interessados podem conversar anonimamente com algum dos profissionais capacitados para oferecer esse atendimento. Há 40 voluntários no Brasil e 30 na Argentina. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)
     

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now