COLUNA MG

15 de Fevereiro

Rede de Notícias Sindijori MG

Caeté faz manifestação contra mineração

Neste domingo, 17, ocorrerá a manifestação na entrada para a Serra da Piedade, em Caeté, organizado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas, Movimento SOS Serra da Piedade, Movimento pelas Serras e Águas de Minas, CSA Brasil e CSA Minas. Todos estes movimentos vêm a público manifestar sua indignação contra a volta da mineração na Serra da Piedade. (Jornal Opinião – Caeté)


 

Cidades tradicionais ficam sem carnaval

Sem receber do Governo do Estado, os municípios mineiros estão passando por grave crise financeira o que afeta diretamente os serviços básicos de Saúde e Educação. Por, isso, cidades conhecidas por realizar os tradicionais carnavais, não farão a festa neste ano. E de acordo com a Associação Mineira de Municípios (AMM) mais de 200 prefeituras decidiram cancelar o evento. Dentre elas, as muito conhecidas na região Centro-Oeste, Pompéu e Abaeté, que neste ano estarão fora do circuito da folia. (Jornal Agora – Divinópolis)


 

Poços de Caldas recebe selo do Prodetur

Poços de Caldas recebeu o Selo + Turismo do Prodetur, programa do Ministério do Turismo, que visa contribuir para a estruturação dos destinos turísticos brasileiros pelo fomento ao desenvolvimento local e regional. O selo permite um financiamento para projetos na área turística. A ideia é incorporar elementos de planejamento e gestão para qualificar as propostas alinhando iniciativas às políticas nacionais de turismo. "É uma grande passo Poços ter o Selo + Turismo, visto que isso nos abre várias portas na área de investimentos dentro do Prodetur”, avalia o secretário municipal de Turismo, Ricardo Oliveira. (Jornal da Cidade – Poços de Caldas)


 

Ipatinga discute paralisação do aeroporto

Com a confirmação da interrupção das operações da Azul Linhas Aéreas no Aeroporto Regional do Vale do Aço, em função as más condições da pista utilizada para pousos e decolagens, a administração de Ipatinga convocou uma reunião para discutir soluções para que o terminal aeroviário volte a atender à população da região. Foram convocados para o encontro os prefeitos das cidades da área impactada, a fim de buscar soluções para os problemas alegados pela companhia operadora do transporte. (Diário do Aço – Ipatinga)


 

Grupo arrecada materiais escolares

Mais de 60 pessoas estão se mobilizando para garantir um futuro acadêmico para famílias carentes em Uberlândia. O grupo "Voluntários da Esperança" pede ajuda da população para arrecadar materiais escolares que serão destinados a mais de 100 crianças e adolescentes. “Nós queremos incentivar os jovens a não desistir dos estudos. Muitos pais tiram os filhos da escola porque não têm dinheiro para comprar os recursos necessários e nós estamos fazendo o possível para que isso não aconteça”, explicou o fundador do grupo, Leonardo Pereira. (Diário de Uberlândia)


 

Faltas prejudicam atendimentos

Não comparecimento de pacientes que confirmam agendamento prejudica o andamento da fila eletrônica para exames de imagem, como ultrassom e eletrocardiograma. Visando minimizar os efeitos à população que precisa dos exames, a Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Hospital Regional José Alencar, está realizando Mutirão de Exames de Ultrassom, para agilizar o atendimento à população. Contudo, faz uma ressalva: quem confirma presença deve comparecer. O Mutirão deve realizar 13 mil exames de ultrassom e 3 mil eletrocardiogramas até julho. (Jornal da Manhã – Uberaba)


 

Últimos grupos se apresentam neste final de semana

Completando um mês inteiro recheado de espetáculos dos mais variados gêneros, a 2ª edição da Campanha de Popularização do Teatro e da Dança de Sete Lagoas se despede da cidade neste fim de semana com peças infantis e adultas, do drama à comédia. O Centro Cultural Nacional Teatro Preqaria (Rua Aleixo Lanza, 41, Canaã) recebe neste fim de semana dois espetáculos infantis e quatro adultos, alguns com classificação livre, também de fácil acesso às crianças. (Jornal Sete Dias – Sete Lagoas)


 

Muriaé tem poucas suspeitas de dengue

Enquanto cidades da região estão com elevados índices de casos de dengue, a situação da doença e da infestação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, Zika vírus e chikungunya, está controlada em Muriaé. Os dados são da Vigilância Ambiental, vinculada à Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Muriaé. Até o momento foram registradas 29 notificações – que são casos suspeitos da doença -, porém nenhum deles foi confirmado. No ano passado, Muriaé registrou 200 notificações da dengue, enquanto que em 2017 esse número foi de 110. (Gazeta de Muriaé)

© 2017 Folha da Manhã - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now