COLUNA MG

27 de Julho

Rede de Notícias Sindijori MG
  1. Criminalidade apresenta queda
    Nem tudo é notícia ruim em época de pandemia da Covid-19. No quesito criminalidade violenta, Araguari apresentou a maior queda dos últimos nove anos, conforme levantamento feito com base nos registros de ocorrências da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, sistema socioeducativo e sistema prisional. Foram seis crimes violentos ocorridos em junho deste ano no município (nenhum homicídio consumado), nove a menos do que o mesmo mês em 2019. (Gazeta do Triângulo- Araguari) 
     

  2. Hotéis na expectativa de reabertura
    Os hotéis de Poços de Caldas estão na expectativa de reabertura, após os estabelecimentos apresentarem protocolos sanitários para voltar a receber hóspedes. Desde o início da pandemia de Covid- 19, em março, os hotéis da cidade tiveram que suspender as atividades, haja vista que os turistas não tiveram permissão para entrarem em Poços. A ideia é que os estabelecimentos reabram com até 40% da capacidade de leitos. (Jornal da Cidade – Poços de Caldas)
     

  3. Guarda Municipal está habilitada
    O Ministério da Justiça e Segurança Pública habilitou a Guarda Municipal de Barbacena, que preencheu os pré-requisitos exigidos, a firmar convênios e receber recursos financeiros da União. Com a habilitação por parte do Ministério da Justiça, o município se coloca na lista das cidades aptas a fazerem convênios e com condições de pleitear financiamento para projetos na área de segurança. Para declarar uma Guarda Municipal apta a receber a habilitação, passa-se pelo processo de pré-cadastro através de um questionário, concessão do termo de aptidão, total regulamentação jurídica da instituição e diversas etapas de comprovação documental. (Folha de Barbacena) 
     

  4. Atraso no IPVA soma mais de R$2 milhões
    O prazo para pagamento do Imposto Sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA 2020) terminou no mês de março. O município de Formiga conta com uma frota de aproximadamente 48 mil veículos e, até o momento, 11.397 deles estão com o pagamento do imposto atrasado. Somados, os valores dos débitos se aproximam de R$2,2 milhões, o que representa 27% dos veículos cadastrados com obrigatoriedade de quitar o IPVA. (Nova Imprensa- Formiga) 
     

  5. HC suspende procedimentos cirúrgico
    O Hospital do Câncer de Muriaé, por meio do seu Comitê de Enfrentamento da Covid-19, prezando pela qualidade de atendimento e segurança dos seus pacientes, colaboradores e público em geral, comunica que suspendeu, até o dia 31 de julho, os procedimentos cirúrgicos eletivos que demandam suporte de Terapia Intensiva e anestesia geral. A instituição informa ainda que a estrutura exclusiva adaptada para atendimento a Covid-19 encontra-se com altas taxas de ocupação no momento, especialmente os leitos de Terapia Intensiva. (Gazeta de Muriaé) 
     

  6. Iniciativa leva prevenção à Covid-19
    Lidar com as questões impostas pela pandemia do coronavírus não tem sido fácil para ninguém. Para as pessoas cegas, entretanto, as dificuldades são maiores, já que eles enxergam o mundo através do toque das mãos. Foi pensando nisso que a professora do curso de odontologia do Centro Universitário Estácio Juiz de Fora, Paula Liparini, adaptou um projeto voltado para a saúde bucal e outros temas, que já vinha sendo desenvolvido, a fim de contribuir com a prevenção das pessoas com deficiência visual durante a crise provocada pela Covid-19. (Tribuna de Minas- Juiz de Fora)
     

  7. Baependi decreta lockdown
    A Prefeitura de Baependi divulgou domingo, 26, novo decreto para conter o avanço do coronavírus na cidade. Até a próxima segunda a cidade está em lockdown. De acordo com o último boletim informativo divulgado no sábado, 25, o município conta com 31 casos positivos da doença e um óbito. O decreto libera para funcionamento os considerados essenciais, como mercados, padarias, agências bancárias e farmácias. (Jornal Panorama- Baependi) 
     

  8. Municípios são credenciados
    O Ministério da Saúde credenciou municípios para implantação de Centros de Atendimento para Enfrentamento da Covid-19 em todo o País. Em Minas Gerais, vão ser destinados 1.018 leitos para 26 cidades. Para isso, o Governo Federal prevê um orçamento de R$ 432,4 milhões. Na região, os municípios credenciados são Bom Jesus do Galho e Imbé de Minas. O valor mensal repassado é de 60 mil reais para cada município. Vão ser quatro parcelas, totalizando 240 mil reais. (Diário de Caratinga)

© 2021 Sindijori - Criado com o  Wix.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now